Início > #eadsunday, EaD, Educação > + 1a domigueira – O poder do advérbio no constructo coletivo!

+ 1a domigueira – O poder do advérbio no constructo coletivo!

Sacanagem gente, no bom sentido, o ”ultimo #eadsunday. Depois que fui embora a coisa esquentou, e esquentou por causo de que alguém falou “ALTAMENTE RECOMENDADO“.

E como eu havia começado a relatar os acontecidos de domingo me senti na obrigação de tentar resumir este final ALTAMENTE dialógico e construtivo, além de não sobrecarregar nosso amigo João.

Vejam mapa (meu ponto de vista) dos posts finais (quase 200):

Muito bom ter o @voneyf puxando aspectos de administração/gestão (que por atividade profissional também foi minha área por mais de vinte, nada saudosos , anos). Sinto que nós educadores temos dificuldades nesta área do conhecimento, apesar de ainda termos que desenvolver planos de aula, dentro de um currículo arcaico e imútavel, assim como planejar nossa atuação dramática ou cômica de cada aula (a prof. Vani Kenski fala, com propriedade, que o professor é um artesão, pois cada aula é única, é uma produção pessoal e intransferível). E aproveito para colocar minha contribuição de que o planejar não significa estar preparado para evitar surpresas ou imprevistos, e sim estar preparado para as surpresa e para os imprevistos e isto implica em que, como um artesão, devemos improvisar. (links fornecidos pelo Volney estão mais abaixo)

E a realidade é que as teorias de management ( management fica mais bonito que gestão ou administração) se aplicam perfeitamente ao processo de ensino e aprendizagem. Vejam por exemplo a questão de incorporação de tecnologias de informação e comunicação (TIC) para melhorar a produtividade na produção (que seria equivalente a melhorar o ensino e aprendizagem na educação), nas empresas as TIC são incorporadas com facilidade e rapidez pois implicam em sobrevivência no mercado e são forçadas por algo chamado capital financeiro. Já na educação o capital é o conhecimento e talvez por isto ainda estejamos discutindo o porque das dificuldades de mudanças. Felizmente as modernas teorias de management estão valorizando este segundo capital (economia digital?) tanto quanto o primeiro e isto pode nos ajudar a acelerar as mudanças na educação, só não me perguntem como…

Mas é bom observar que, quanto saímos da teoria e caímos na real, mesmo no mundo do capital financeiro temos empresas tradicionais com planejamento inflexível, metas fixas, que resistem a mudanças, que não aceitam idéias inovadoras. E por sinal, segundo as dicas do @volney AINDA são maioria.

E quase finalizando, em relação ao “construir, constructo, aprendizado e aprendizagem”, levantados pelo @joaomattar eu colocaria mais um termo muito usado a alguns anos atrás, “framework” , só para confundir ainda mais o já confuso mundo das palavras.

E finalmente, finalizando, fica como final uma lista de alguns posts deste debate incendiário:

PLANEJAMENTO

  1. @nuriapons: a educação, independente de sua modalidadee (EAD, presencial, semi, híbrida etc) deve ser altamente planejada (COMEÇOU O JOGO)
  2. @joaomattar ich, quando começa essa conversa de muito planejamento, confesso que fico com medo, no presencial ou EaD! aliás, educação altamente planejada é papo de designer instrucional, é o sonho! (TRUCO)
  3. @nuriapons planejar não é DI, DI veio depois, por alguém que não planejou (SEIS)
  4. @joaomattar o que me dá medo é a obsessão de controle e planejamento em livros de DI e de alguns DIs que conheço, chega um nível em que essa obsessão por controle e planejamento não ajudam mais a educação, trabalham contra (NOVE)
  5. @nuriapons com todo respeito, mas @joaomattar, é impressão minha ou vc só se apegou a palavra “altamente” e ñ percebeu o resto do contexto? (DOZE)
  6. @joaomattar “altamente” foi forte mesmo, me assustou, mas o sentido do simples planejar em educação dá uma boa discussão. (EMPATOU)

INPROVISO/ INOVAÇÃO ( x ou + ) PLANEJAMENTO E CONTROLE

  1. @volneyf Mas acredito também que o educar hoje depende muito daquele negócio de improvisar – no sentido da comédia da sacada Esse jeito ‘improv’ é o do tipo que só quem se prepara e tem fluência pode fazer. Hoje planejamento tem que ser participativo (MUDOU O NOME DO JOGO)
  2. @renatobf mas planejar não excluir improvisar, mas acho que o improviso-remendo é mais dificil de funcionar no EaD que no presencial
  3. @volneyf É mais provocação/compartilhar coisas que tenho aprendido no campo da Administração e Inovação: o planejamento se perde pois engessa – mesmo que seja para definir onde se quer chegar.
  4. @joaomattar no limite, o planejamento mata o improvisar, e improvisar não é = improviso-remendo.
  5. @joaomattar: Construir (planejamento x improviso e construção em educação) http://ow.ly/1xbbo
  6. @ volneyf É que acho dificil planejamento aberto, participativo e com o improv previsto – é uma coisa meio louca mesma (rs)
  7. @mr_numbersix taí, design pode ser basicamente entendido como “projeto”, mas envolve método e há espaço para improviso
  8. @nuriapons acredito q sejam pontos d vista diferentes,eu respeito o seu, mas prefiro continuar a pensar em planejar a educação:-)
  9. @joaomattar talvez todos concordemos q planejamento é necessário em educação, as diferenças estão em quanto,como e para que
  10. @mr_numbersix Depende de como se encara o planejamento no processo. É um erro comum mesmo na educação presencial como, p. ex., confundir planejamento de curso c/ plano de aula e querer prever todas as aulas de um semestre esquecendo que um plano de aula deve ser flexível para se adaptar ao ritmo da turma.
  11. @renatobf concordo que aprendizado baseado em ferramentas interativas demanda um pouco de imprevisível e isso arrepia alguns
  12. @anabee: É possível inserir no panejamento os momentos de flexibilidade/contribuição dos alunos sem ser necessariamente um improviso.
  13. @renatobf @mr_numbersix e um plano de aula engessado está centrado no conteúdo e(ou) no professor, não no aluno
  14. @nuriapons p mim, planejar é algo maior que o plano de aula engessado de um professor, dos velhos métodos e estratégias, do vomitar matéria
  15. @joaomattar no limite, até a função de um plano de aula pode ser questionada, aliás, a própria noção de aula!
  16. @anabee Seja qual for a modalidade, os professores sempre encontram dificuldade em “ceder” espaço para a contribuição/ajuste/adaptação.

NOVA ABORDAGEM, NOVA TEORIA, TENDÊNCIAS NO MANAGEMENT PODEM SER INCORPORADAS NA EDUCAÇÃO (?)

  1. @volneyf Aqui sou um bebe-aprendiz. Mas por ex no mundo corporativo – vcs sabiam que já estão derrubando o BUDGET – Tem um movimento mundial chamado Round Table Beyond Budget – teremos que fazer o nosso “Além do Planejamento na Ed
  2. @anabee Não podemos esquecer que a EAD está fundamentada no controle, dificultando a flexibilidade nos processos pedagógicos.
  3. @nuriapons interessante o Budget, mas, sei lá, na educação pode ser mto mal empregado, não?
  4. @volneyf Exatamente! E autonomia como se promove se ‘eu’ planejo seu futuro ? É coisa bem difícil mas que tem q ser encarada
  5. @joaomattar Beyond Planning (in Education), Education Beyond Instruction – talvez precisemos aperfeiçoar: Learning Beyond Instruction, Learning Beyond Education, Constructing Beyond Education
  6. @volneyf http://tinyurl.com/ydxhf63 esse é o representante do Beyond … O livro é ‘Metas Flexíveis’ para o Beyond Instruction
  7. @volneyf: cultura digital = cultura da abundância e não da escassez – daí que tudo sera subvertido
  8. @nuriapons justamente por cultura digital=cultura da abundância é q temos de trabalhar o processo da aprendizagem e mto.
  9. @volneyf http://tinyurl.com/y9vtcu7 O desafio deles é tão vibrante como o do Beyond Instruction para a Educação
  10. @volneyf Mais uma leitura http://tinyurl.com/ybl877x Inspirando ‘o fim do instrucional’ he he
  11. @volneyf http://tinyurl.com/yb3352u Além de ler, podemos assistir este do Gary hamel q dá paulada no mdo corporativo
  12. @volneyf E é claro, só pra gente não desanimar, a mais importante fala do TED é do Sir Ken Robinson http://tinyurl.com/yv7wvz
  13. @volneyf Quem conhece o Jay Cross? Tem a ver com a minha área de educ corporativa – mas há link aqui: http://tinyurl.com/atgg58
COMENTÁRIOS
  1. @anabee O @volneyf fala do BI e eu só penso naquelas malditas planilhas da EAD do MEC que quase me fizeram ter um colapso nervoso!:)
  2. @mtonus: Falei do #eadsunday em reunião com pessoal do Mídias na Educação na Capes. Vamos ver se acessam. Como tem tanta gente fora do twitter ainda?
  3. @renatobf esse é um dos pedaços legais do #eadsunday acesso a fontes que nunca nos ocorreu procurar 🙂

Agora é só esperar o próximo domingo.

Anúncios
Categorias:#eadsunday, EaD, Educação
  1. Nenhum comentário ainda.
  1. 19/04/2010 às 2:12 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: